PUBLICIDADE
Topo

Top 5 séries obrigatórias para quem se interessa por futuros

Daniela Klaiman

26/12/2019 04h00

Falar de futuro é falar de futuros no plural! 

Digo isso porque existem diversas possibilidades diante do que fizermos hoje num sentido causa e consequência. Assim, essas séries nos mostram esses cenários, alguns mais utópicos e outros quase que atuais de como poderão ser nossas vidas em breve.

5. The Feed

Divulgação/ Amazon Prime

Lançada recentemente, a nova série britânica da Amazon tem dado o que falar. Neste suspense psicológico e de uma ficção científica nem tão ficção assim, o The Feed é um implante cerebral que permite aos usuários compartilhar instantaneamente notícias, emoções e memórias uns com os outros, permitindo que eles estejam sempre conectados. Porém algo sai errado com o Feed e os criadores do implante precisam controlar o monstro que criaram.

Apesar de nem todo mundo ter gostado, é inegável que The Feed incomoda por se passar em um futuro próximo e pelos temas abordados como vícios tecnológicos, falta de privacidade, soberania e implantes cerebrais  (o qual se assemelha muito à ideia do existente Neuralink de Elon Musk). Deixando a ficção e alguns exageros da série de lado, moralmente nos alerta a como a sociedade pode facilmente se convencer a deixar uma única empresa controlar sua vida através de uma rede.

4. Westworld

Divulgação/ HBO

A série que estreou na HBO em 2016 teve meu pré-julgamento assim que saiu. Sequer quis entender do que se tratava e dispensei pelo visual velho-oeste americano, mas logo em seguida descobri do que se tratava e aí me pegou!

A história se passa em Westworld, um parque temático que simula o velho oeste e é habitado por robôs com inteligência artificial que são idênticos aos humanos. Os visitantes pagam para viver experiências sem limites, éticas ou regras e que vão desde romances à assassinatos, sem qualquer retaliação dos robôs.

Aos poucos, as máquinas começam a desenvolver seus próprios sentimentos e questionar a sua existência. É isso que torna a série tão incrível e questionadora: estamos nós muito distantes de construir uma inteligência artificial capaz de ter seus próprios sentimentos?

Aos que gostarem, a segunda temporada já está disponível e caminha para a terceira com previsão para o segundo semestre de 2020.

3. Handmaid's Tale

Divulgação/ Hulu

Com a história inspirada no livro o Conto de Aia de Margaret Atwood, a série que já está na terceira temporada e ganhou 11 Emmys e dois Globos de Ouro, acompanha a história de June que é retirada de sua vida normal e de casada para viver como criada do comandante Fred num tipo de teocracia cristã, que um dia foi os Estados Unidos e agora se chama República de Gilead.

O novo Estado resulta em novas divisões sociais e castas sociais e recruta mulheres a força para uma espécie de escravidão reprodutiva para gerar filhos aos mais poderosos em meio a uma crise de infertilidade no mundo.

As Handmaids ou Aias são submetidas à regras, vigilância constante e rituais de fertilização por seus mestres para engravidar e ter filhos para aquelas famílias.

Disponível no Globoplay, a série apresenta um futuro tratado sem tecnologia, nos fazendo pensar na possibilidade de outro tipo de futuro: com ideais políticos conservadores, teonomistas, militarizados e autoritários. 

2. Years and Years

Divulgação/ HBO

Years and Years é a minha queridinha e já falei sobre ela em outra oportunidade por aqui. Passada no Reino Unido, a série conta a história da família Lyons ao longo de 15 anos, de 2019 até 2034. Através das notícias e acontecimentos com os Lyons, acompanhamos a ascensão de uma representante política populista de extrema-direita (Emma Thompson, que está maravilhosa), enquanto no pano de fundo vemos uma diversidade de questões que vão moldando o mundo através de transformações tecnológicas, catástrofes globais, uso de armas químicas, xenofobia, colapso financeiro, crise trabalhista, transhumanismo, entre outras polêmicas. 

A série é de 2019 e está na HBO GO. Apresenta mudanças que não estamos prontos para encarar. Retrata um futuro muito próximo e quase presente, em que a tecnologia evoluiu, mas o ser humano não.

1. Black Mirror

Divulgação/ Netflix

Black Mirror dispensa apresentações, já está na quinta temporada e não deve parar por aí. Já virou jargão para quando uma coisa é assustadoramente tecnológica e comentamos: isso é muito Black Mirror.

Para os que nunca assistiram, a série que está na Netflix conta com diferentes temas e elencos a cada episódio a respeito da sociedade moderna, das novas tecnologias e suas consequências. 

Alguns episódios são inteligentíssimos em suas narrativas e nos dão imaginário para diversos tipos de futuro, crises modernas e até para criação de negócios. 

Sejam fictícios ou não (e isso vai da crença de cada um quanto ao futuro que nos espera), Black Mirror é a melhor série para quem quer viajar um ou alguns anos e começar a se preparar para o que vem por aí!

Beijos e boas séries!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Sobre a Autora

Futurista formada em tecnologia e futurismo pelo TIP – Transdiciplinary Innovation Program da Universidade de Jerusalém. Expert em Consumer Behavior and Trends Research, Pós-graduada em Coolhunting & Trends pela Universidade de Barcelona e foi diretora de Planejamento e Consumer Insights da Box1824 durante 5 anos. Consultora e palestrante nas áreas de inovação, pesquisa de mercado, desenvolvimento de produtos, comportamento do consumidor e transformação digital, atua junto a grandes empresas mostrando o que elas devem fazer para sobreviver a esse novo mundo que vivemos e mudanças rápidas. Co-fundados de 2 startups: Unpark e WinWin.

Sobre o Blog

É possível analisar o futuro por 2 ângulos diferentes: aquele mais imediato, que prevê os acontecimentos dentro de 0 a 5 anos e é estudado e aprendido através do comportamento das pessoas; e outro ângulo mais longínquo, que enxerga um intervalo de tempo de 5 a 50 anos e que é totalmente baseado no desenvolvimento e uso da tecnologia. A ideia desse blog é justamente analisar os dois futuros juntos e entender como a tecnologia vai influenciar nossas vidas e como a forma como vivemos e nossos valores influenciam a tecnologia, atingindo um balanço complexo, porém em linguagem simples e quase chula, para que todos possam começar a pensar no futuro e entender que somos nós os responsáveis por construir um cenário positivo para todos. Ou não. O futuro está em nossas mãos e é um assunto urgente de ser tratado hoje.

O Mundo Mudou