Topo
O Mundo Mudou

O Mundo Mudou

Isso tudo é culpa de vocês

Daniela Klaiman

29/08/2019 04h00

Reprodução/HBO

"Isso tudo é culpa de vocês.
Os bancos, o governo, a recessão.
Absolutamente tudo que deu errado é culpa de vocês.
Porque nós somos responsáveis pelo mundo todo.
Cada um de nós.

Podemos ficar aqui o dia todo culpando os outros.
Culpamos a economia, culpamos a Europa, a oposição, o clima.
E culpando os grandes acontecimentos da história.
Como tudo está fora de controle, como somos desprotegidos, pequenos e frágeis.
Mas ainda é culpa nossa.

Vocês sabem por que?

É a camiseta de uma libra.
A camiseta que custa uma libra. Não conseguimos resistir. Nenhum de nós.
Vemos uma camiseta de uma libra e achamos uma pechincha, adoramos e compramos. Não porque é melhor, mas é uma boa camiseta para o inverno, para usar por baixo.
Serve.

E o dono da loja ganha 5 míseros centavos pela camiseta.
E um camponês em um campo qualquer, ganha 0,01 centavo.
E achamos que está bom.
Todos nós.
Damos nosso dinheiro e participamos desse sistema. 
A vida toda.

Eu vi que começou a dar errado nos supermercados.
Quando substituíram as mulheres dos caixas pelos caixas automáticos.
Há 20 anos, quando apareceram, vocês protestaram? Escreveram cartas de reclamação? Compraram em outro lugar?
Não!
Vocês acharam ruim, mas se conformaram.
E agora todas aquelas mulheres não existem mais.
E nós deixamos isso acontecer.

E eu acho que gostamos desses novos caixas.
Queremos isso. 
Porque podemos passar, pegar nossas compras sem ter que olhar nos olhos daquela mulher.
A mulher que ganha menos que nós.
Ela não existe mais, foi despedida.

Muito bem.
Então, sim, é culpa nossa.
Este mundo fomos nós que construímos.

Parabéns."

Muriel Lyons. Inglaterra, no ano de 2029

—–

O texto acima é uma fala da personagem Muriel Lyons da série inglesa Years & Years, da HBO, escrita e produzida por Russell T Davies e estrelada por Emma Thompson (que por sinal, está sensacional no papel).

Passada no Reino Unido, a série conta a história da família Lyons ao longo de 15 anos, de 2019 até 2034. Através das notícias e acontecimentos com os Lyons, acompanhamos a ascensão de uma representante política populista de extrema direita, enquanto no pano de fundo vemos uma diversidade de questões que vão moldando o mundo, como transformações tecnológicas, catástrofes globais, uso de armas químicas, xenofobia, gênero e sexualidade, mudança climática, colapso financeiro, crise trabalhista, transumanismo e privacidade de dados, entre outras polêmicas.

Years & Years não é fácil de assistir. Incomoda e é indigesta. Apresenta mudanças que não estamos prontos para encarar. Retrata um futuro muito próximo (ou seria presente?) no qual a tecnologia evoluiu, mas o ser humano não.

Assistir essa série é absolutamente indispensável pois falar de futuro é basicamente falar de ética no presente. Afinal, tudo que será construído é reflexo do que e como estamos fazendo hoje e dos novos valores que estão sendo estabelecidos. 

Por isso assistam, entendam, se envolvam em discussões de futuro e peguem essa responsabilidade para vocês, porque depois vai ser tarde demais para reclamar "do sistema".

E fica aqui o meu convite: sejamos todos futuristas!

Sobre a Autora

Futurista formada em tecnologia e futurismo pelo TIP – Transdiciplinary Innovation Program da Universidade de Jerusalém. Expert em Consumer Behavior and Trends Research, Pós-graduada em Coolhunting & Trends pela Universidade de Barcelona e foi diretora de Planejamento e Consumer Insights da Box1824 durante 5 anos. Consultora e palestrante nas áreas de inovação, pesquisa de mercado, desenvolvimento de produtos, comportamento do consumidor e transformação digital, atua junto a grandes empresas mostrando o que elas devem fazer para sobreviver a esse novo mundo que vivemos e mudanças rápidas. Co-fundados de 2 startups: Unpark e WinWin.

Sobre o Blog

É possível analisar o futuro por 2 ângulos diferentes: aquele mais imediato, que prevê os acontecimentos dentro de 0 a 5 anos e é estudado e aprendido através do comportamento das pessoas; e outro ângulo mais longínquo, que enxerga um intervalo de tempo de 5 a 50 anos e que é totalmente baseado no desenvolvimento e uso da tecnologia. A ideia desse blog é justamente analisar os dois futuros juntos e entender como a tecnologia vai influenciar nossas vidas e como a forma como vivemos e nossos valores influenciam a tecnologia, atingindo um balanço complexo, porém em linguagem simples e quase chula, para que todos possam começar a pensar no futuro e entender que somos nós os responsáveis por construir um cenário positivo para todos. Ou não. O futuro está em nossas mãos e é um assunto urgente de ser tratado hoje.